Política

Calendário eleitoral de 2020 é mantido por decisão do STF

Página Aberta – Informação e Realidade

 Foto: Reprodução / Internet


O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou, na quinta-feira (14), pedido para alterar o calendário eleitoral de 2020, alvo de especulações no meio político desde o início da pandemia da Covid-19, em março.

A maioria dos ministros referendou, na quinta, o indeferimento de pedido liminar na Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 6359, de relatoria da ministra Rosa Weber, em que o Partido Progressistas (PP) requeria a suspensão por 30 dias do prazo para filiação partidária, domicílio eleitoral e desincompatibilização para as eleições de 2020, encerrado em 4 de abril.

Em sessão realizada por videoconferência, a maioria dos ministros do Supremo entendeu que, mesmo diante da pandemia do novo coronavírus, deve ser mantida a validade de normas que estabelecem prazos eleitorais, sob pena de violação do princípio democrático e da soberania popular.

Deixe seu Comentário

Sua opinião é muito importante para nós, participe.

Relacionadas

Confira outras notícias da categoria.