Política

Câmara cassa mandato do prefeito de Tauá

Página Aberta – Informação e Realidade

O Prefeito de Tauá, Carlos Windson Cavalcante Mota, DEM, teve o mandato cassado na tarde de ontem, 12 de setembro, durante Sessão Especial da Câmara Municipal, por infração político-administrativa. O relatório foi colocado em votação e o prefeito foi afastado por 11 votos a 4.

O relatório aprovado pela Comissão Processante, que iniciou a investigação da denúncia recebida pelo Poder Legislativo no último dia 11 de junho, considerou procedentes, 4 das várias denúncias apontadas. São elas: o descumprimento do orçamento do município referente ao teto de gastos com pessoal, que ultrapassou os 67%, dispensa de licitação para contratação de transporte escolar, não prestação do serviço de transporte de alunos e negligência na defesa dos bens do município.

O prefeito Carlos Windson e sua defesa, protocolaram Mandados de Segurança e uma Ação Popular, pleiteando a anulação dos atos da Comissão Processante e a suspensão da sessão de votação do relatório, mas todos os pedidos foram indeferidos pela Justiça de Tauá. O gestor também ingressou com uma Reclamação no Supremo Tribunal Federal, em Brasília, no último dia 05 de setembro. O processo está concluso ao Ministro Gilmar Mendes, para despacho.

Após a proclamação do resultado, foi publicado um Decreto Legislativo confirmando a cassação do mandato do Prefeito e a comunicação a Justiça Eleitoral.

O presidente da Câmara Luis Tomaz Dino, convocou sessão extraordinária para hoje (13) na qual o vice-prefeito, Carlos Frederico Citó César Rego, deverá ser empossado como prefeito.

Deixe seu Comentário

Sua opinião é muito importante para nós, participe.

Relacionadas

Confira outras notícias da categoria.